Saiba como evitar toxidade nas embalagens de suplementos

Saiba como evitar toxidade nas embalagens de suplementos

Estamos nos acostumando a tomar cada vez mais suplementos nutricionais para completar a contribuição de vitaminas, minerais, oligoelementos, etc., que, infelizmente, os alimentos atuais não podem nos fornecer (principalmente devido à sobreexploração dos solos).

Tentamos encontrar o melhor suplemento para nos ajudar em nosso caminho para a saúde e prevenção de doenças. Mas, em geral, a grande maioria do público não presta atenção a algo essencial na hora de comprar esses suplementos, como a embalagem.

Do ponto de vista da Terapia Clark, o essencial para ser saudável (prevenção e cura de patologias) é que nosso corpo esteja livre de: Patógenos (parasitas, bactérias, vírus, etc.) e tóxicos, que são imunossupressores e favorecem o desenvolvimento de patógenos.

Vale lembrar que o alimento preferido de bactérias e fungos são os metais pesados, que paralelamente tendem a ser “detonadores” de quase todos os vírus existentes. E na Clark Therapy, a primeira coisa que ensinamos aos médicos, terapeutas e indivíduos é que a embalagem é fundamental nos suplementos que consumimos.

Fala-se de plástico tóxico em água engarrafada, mas plástico tóxico em embalagens de suplementos raramente é discutido.

Para ser breve explicarei de forma resumida que, ao escolher um suplemento, ele deve ir dentro de um recipiente de polietileno 2 e para verificá-lo vamos olhar para a base da garrafa onde este símbolo deve aparecer:

  • HPDE, que significa polietileno 2 (ou polietileno de alta densidade).

Este plástico não libera toxidade e é facilmente reciclável. É o plástico que utilizamos na marca Clark há mais de 25 anos e é o que devemos escolher para manter o nosso sistema livre de tóxicos, é o único plástico livre de toxicidade!

Outros tipos de plástico que podem ser vistos com frequência tanto em suplementos quanto em alimentos, mas que desaconselhamos se pretendemos manter a saúde, são:

  • PET OU PETE:Essas garrafas podem liberar metais pesados ​​e outros produtos químicos que afetam o equilíbrio hormonal e o sistema imunológico. Muitas marcas de suplementos o utilizam e, por melhor que seja o produto, a toxicidade estará presente nele.

  • PVC ou 3V:
    Ele contém duas substâncias tóxicas (chumbo e ftalatos), que também podem afetar nosso equilíbrio hormonal e sistema imunológico.

  • LPDE:
    Encontrado nas sacolas oferecidas pelos supermercados para obtenção de frutas e verduras. Eles são praticamente livres de toxicidade e são seguros.

  • 5 PP:
    São seguros no sentido de não conter tóxicos, desde que não sejam diferentes da cor branca, pois o corante adicionado pode afetar nosso sistema imunológico.
  • Poliestireno:

Deve ser evitado, pois libera substâncias cancerígenas e alquilfenóis estrogênicos. Eles são comumente usados ​​na fabricação de xícaras de café descartáveis, bandejas de carne, xícaras e pratos.

  • 7 pcs:
    Ele pode liberar BPA (bisfenol A), que é um poderoso desregulador endócrino.

 

 

 

obs. Você não receberá orientação médica nesses artigos, mas receberá orientações baseadas na naturopatia, nutrição orto-molecular e na pesquisa do Dr. Clark. O conselho dado não implica necessariamente que a medicina oficial concorde com ele.

 

fonte: https://terapiaclark.info/evitar-la-toxicidad-en-los-envases-de-los-suplementos/

Share this post

× Podemos ajudar?